quarta-feira, 29 de abril de 2015

Não mais de pedra

Abandonar certos hábitos arraigados, nos desvencilhar comportamentos emaranhados  que há anos tomaram forma em nosso viver, desprezar pecados já enraizados, não é fácil, não conseguimos com esforço meramente humano. A conversão não depende de nós, mas do soberano Deus, somos incapazes de exercer  volição positiva de  desenvolver um coração de carne que ame ao Senhor  e guarde  seus estatutos. Por nós mesmos , não existe possibilidade dele ser transformado. 
Somente  Deus pode tocá-lo, lapidá-lo, transformá-lo. Ter um novo coração com atitudes corretas e  irrepreensíveis, sensíveis à sua Palavra é uma ação direta de Deus sobre nós. 
"Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne". 
Ez 36.26
A partir de então, somos instados pela Palavra e pelo Espírito de Deus a desejar a cada dia a nossa mudança de conduta.
O coração é a sede das nossas emoções . A oração de Davi  no Salmo 51.10 demonstra que ele havia percebido essa verdade: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro em mim um espírito inabalável". 
Um coração de carne e não de pedra, deve ser o nosso desejo. Um coração perdoador, submisso, contrito, ensinável, que nutre o amor e compaixão pelo próximo, que se inclina ao querer do seu Deus. Esta oração deve caminhar conosco a todo instante. Deus transforma o nosso viver quando, regenerados por Ele, nos tornamos  novas criaturas. Não mais dureza,  mas sensibilidade!
Amo vocês
Clébia ✌

3 comentários: