sexta-feira, 19 de junho de 2015

Morte ou vida?

Todos nós possuímos um instrumento de corte que se torna cada vez mais afiado quando usado de maneira indevida.  constantemente. 
A meu ver, Tiago compartilha da mesma concepção. 
"A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de iniquidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno". Tg 3.6
Um órgão essencial,um músculo valioso  que nos permite a comunicação,  mas caso não seja usado com sabedoria, pode destilar veneno mortífero .
"... mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal". Tg 3.8
Indomável, esta é a descrição feita por Tiago, a língua desafia a domesticação,  não aceita ser dominada,  atentemos  para e o poder que a língua exerce em nossos relacionamentos,  este não é um assunto de somenos importância. 
Tiago diz que se alguém conseguir dominar a língua é perfeito varão. Até mesmo o tolo quando se cala é tido por sábio, árdua tarefa é controlar um instrumento tão perigoso.
O  rei Davi conhecia bem o poder que a língua possui: 
"Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a minha boca com uma mordaça..."Sal.39.1 
Precisamos mesmo amordaçá-la para que ela não se torne uma fonte de malignidade. 
Atentemos para usar a nossa língua como um instrumento de bênção,  como um instrumento vida, como uma fonte de água doce que traz inúmeros benefícios a quem se aproxima de nós,  nunca como um mal incontido que desfere golpes de morte às pessoas ao nosso redor. 
Que o Senhor nos ajude a vigiar a porta dos nossos lábios.
Amo vocês 
Clébia ✌

2 comentários: