terça-feira, 26 de abril de 2016

Que é a vossa vida?

Enquanto nos apegarmos aos nossos desejos e ficarmos obcecados por obter o que queremos,  enquanto os nossos projetos forem o mais importante alvo de nossas vidas, não conseguiremos enxergar Deus e o que Ele tem para nós. 
Precisamos parar de tentar fazer as coisas do nosso jeito,  precisamos parar de tentar transformar a vida naquilo que achamos que ela deve ser. Não estamos aqui falando sobre desistir dos nossos alvos e desejos,  mas submetê-los à aprovação de Deus.
As vezes não queremos abrir mão de nossas convicções mesmo sabendo que elas não coadunam com a vontade de Deus.  Não aceitamos que as pessoas que possuem autoridade sobre nós nos repreendam,  aconselhem,  exortem, e jamais se envolvam com as nossas escolhas e por isso acabamos "metendo os pés pelas mãos ",  nos dando mal em muitas decisões e algumas até irreversíveis.  
Quando Cristo passa a  ser o nosso Senhor,  muitas dessas ações,  ou melhor todas essas ações devem ser modificadas. Foi exatamente o  que aconteceu com o apóstolo Paulo, uma mudança de perspectiva com relação a isso, uma consciência plena de que sua vida tinha um rumo diferente. 
Ele declarou 
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim ( Gl.2.20). 
Na tomada de decisões devemos considerar o que Deus deseja e não o que nós queremos .  Essa é a instrução de Tiago. 
"No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece.  Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo."  (Tg.4.14,15)
Portanto, "fincar o pé" e decidir sozinho é obstinação e insensatez.
Amo vocês 
Clébia ✌

2 comentários: